Acessibilidade

 

A Celg Geração e Transmissão (Celg GT) encerrou o primeiro semestre deste ano já acumulando um resultado líquido de R$ 24,948 milhões, com um acréscimo de mais de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

E as perspectivas são de crescimento contínuo, como, por exemplo, a preparação de inauguração da nova linha de transmissão Firminópolis-Trindade, com 83 km de extensão, e a melhoria da Subestação Firminópolis. Some-se a isso a busca de novos parceiros para empreendimentos de concessão de geração e transmissão de energia elétrica, por intermédio de chamada pública aberta no início de julho.

O interesse da Celg GT, segundo seu presidente, Lener Silva Jayme, é, a curto prazo, “dar início à análise de investimentos que permitam aplicar recursos próprios disponíveis em caixa”. A médio e longo prazos, a meta é ampliar e fortalecer as atividades fins de geração e transmissão de energia, incrementando os bons resultados já obtidos e agregando mais valor à companhia.

É nesse sentido que a Celg GT abriu a chamada pública, da qual podem participar empresas privadas ou estatais, detentoras de projetos ou oportunidades de negócio, bem como empresas investidoras, instituições financeiras e Fundos de Investimento em Participações (FIPs). A participação pode se dar isoladamente ou em consórcio, desde que se tenha capacidade de assumir no mínimo 51% da sociedade a ser formada com a parceria. O edital está disponível no site da companhia.

Adicionalmente, a Celg GT está se preparando para participar do próximo leilão de linhas e subestações de transmissão que será promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com previsão para 19 de dezembro, na Bovespa. Segundo Lener Jayme, estão sendo estudados quais os lotes têm maior interesse para a empresa, ou seja, aqueles cujas características e localização trarão melhores resultados.

 

Firminópolis

A construção dos 83 km de linha de transmissão entre Firminópolis e Trindade é fruto de parceria que a Celg GT firmou com a CEL Engenharia, cujo consórcio venceu leilão realizado pela Aneel em 2015. A linha será operada com uma receita anual esperada de R$ 6 milhões.

Além das melhorias que estão sendo implementadas na Subestação Firminópolis, vale ressaltar que até o final do ano mais um transformador entrará em operação. Essa iniciativa vai possibilitar o aumento da capacidade de transformação da Celg GT, com maior oferta de energia para as distribuidoras.

Avenida C, Quadra A-36, Lote 1, nº 60, Jardim Goiás, CEP 74805-070 – Goiânia - Goiás

© 2017 CELG GT - Todos os direitos reservados